March`s Water

Bom dia, conterraneos. Primeiramente, bom dia. Agora nossa distancia temporal aumentou para 4 horas. E' meio-dia aqui em Londres, e oito da matina em Maringa. Deve ter neguinho chegando na UEM agora, enquanto eu a Pri estamos indo para o Hyde Park comer um pao com ovo e alface feito em casa para o almoco.


O motivo da falta de comunicacao via blog foi o feriado da escola. Do dia 23/03 ao dia 31/03 a escola ficou fechada. Easter Holidays! Entao, feliz pascoa atrasado. Bom, nessas duas semanas rolaram muitas coisas bacanas. Mais historias hilarias. Vamos recapitular..


Bom, de inicio, o nosso aniversario de namoro! Fiz uma surpresinha pra ela. No dia 20, faltamos na aula e eu fui ao Sainsbury (supermercado bem grande perto de casa). La', comprei pizza, coca, chocolate, pao e bolo suico. Como estamos na humildade, passei no cartao de credito da Dona Marcia! (Nao vai cair da cadeira quando receber a fatura, hein!? Prometo que pago mes que vem!). Bom, dai fui na Woolsworth, uma loja bem famosa de eletronicos e produtos para casa, e comprei um aparelho de som! A-HA! Que presentao! (Pai, passei esse no Visa, voce vai tomar outro susto quando receber a fatura agora em Abril, mas prometo que pago tambem!) Bom, como um aparelho de som nao pode ficar sem CD, comprei tambem quatro CDs pra Pri, pra comerar os quatro anos de namoro. (O garoto e' um genio, ne'. ) O primeiro, Elvis Presley, logico. Rei e' Rei. Foi um CD duplo com as 50 melhores musicas da fase de ouro do menino, de 1954 ate 1958. O segundo, Amy Winehouse. Mas nao o Back to Back, porque e' muito modinha (na real tava bem mais caro). Comprei o Frank, o primeiro CD dela. O terceiro, Corinne Bailay Rae. Cantora inglesa muito maneirinha, voz suave, melodias bossa-nova/pop/jazz. Ah, believe it or not, dois dias depois de eu ter dado o CD pra Pri, o marido dela (saxofonista da banda) morreu de overdose. Bad Trip. E o quarto CD foi uma escolha um pouco egoista, The Fratellis, Costello Music. Eu sabia que a Pri nao conhecia os Fratellis, mas comprei porque estava muito afim de ver se as musicas eram tao boas como a Flathead, que eu conhecia. E sim! Sao mesmo! E a Pri ta' curtindo muito!


Voltei pra casa e preparei um cafe da manha. Paozinho no toast, cha ingles e bolo suico("suisso"). E um belo cartao! Depois ainda dei um coelhinho de pascoa (suico tambem!). E pra completar a festa mesmo comprei diversos Kit-Kat pra nossa pascoa no Domingo. E foi so' alegria, Eu, Pri e Vini comendo chocolate. Sim, eram poucos e pequenos, mas foi uma emocao meio que Charlie Bucket comendo a barra de chocolate Wonka no seu aniversario (Fantastica Fabrica de Chocolate).


Na nossa semana de folga tentamos trabalhar o maximo possivel, mas a semana no London Zoo foi fraca. Trabalhamos um dia no Zoo e outro no IET, uma outra unidade da empresa Charlton House. OK, voce nao deve estar entendendo nada, mas eu vou tentar trocar em miudos. Eu, a Pri e o Vini trabalhamos para uma grande compania chamada Charlton House, uma empresa de Catering/Hospitality. Basicamente, uma empresa de servicos de comida, cafe e assistencia. Essa grande compania Charlton House tem contratos de parceria com varias associacoes londrinas ou da familia real, como por exemplo, o London Zoo (ZSL - Zoological Society of London, na qual a patrona e' a Rainha Elizabeth), o RIBA (Royal Institute of British Archtects) ou o IET (que eu esqueci o que diabos significa).


Nesse dia no IET tive um daqueles momentos de aflicao e divisor de aguas na vida de um homem. Assim que cheguei no trabalho recebi meu uniforme e fui para o Male`s Staff Room trocar de roupa. 10 e quinze da manha e o quarto estava vazio. Quando olhei meu uniforme percebi que havia um item a mais. A camisa vermelha era igual a do Zoo, o avental tambem, mas aquele maldito pedaco de pano preto chamado gravata eu nao havia vestido no Zoo. Entao estava somente eu, a gravata e o espelho. Eu sempre usei gravatas com no' feito, ou no' de ziper (uma brilhante invencao da humanidade), mas nunca tive que dar um no' de gravata. Nos nao usamos gravata no uniforme escolar como as criancas aqui! Para um ingles, dar no' na gravata deve ser como dar um no' no cadarco, mas para um latino-americano de 20 anos criado num ambiente tropical, e' um grande desafio. Comecei a ficar preocupado com o horario passando rapido e eu tentando diversos meios de dar aquele maldito no', puxava o lado esquerdo dali, passava o direito aqui, virava por cima, torcia em baixo, desfazia tudo, tentava tudo de novo, fazia borboleta, desfazia a maldita borboleta, tentava dali, de ca', enfim...quase me enforquei com aquela maldita gravata. Depois de 20 minutos suando frio eu pensei comigo: "Okay Rafael, e' so' uma gravata. Somente uma gravata. Voce consegue, Rafael, isso e' simples. Lembre-se dos filmes". E todas as imagens de atores se engravatando passaram pela minha cabeca, como o Jim Carrey no Mascara procurando as chaves e passando a gravata. Mas nada disso ajudou. Ate' que eu com movimentos fortes e precisos INVENTEI UM NO' DE GRAVATA! Confesso que nao ficou muito bom..(pausa pra risada)..mas foi um no' de gravata e era o que eu precisava. A Pri nem reparou, eu que falei pra ela: "olha so' meu no', que tosco". O que importa e' que a manager nao viu. Mas no final do dia o Chef olhou e disse:
-"What a fuck is that?"
-" What, mate?"
-"In your tie, what have you done?"
-"Oh, I was in a hurry"
-(cara de quem nao acreditou) "Shit, it`s horrible"
-"Yeah, I know"
-"Is it Brazilian Style?"
-"No.."
E foi isso. Eu queria muito ter uma maquina fotografica e mostrar pra voces. Fiquei muito orgulhoso de ter inventado um no' de gravata. To zuando.


Bom, nesse mesmo dia sinistro aconteceu um acidente de trabalho. Eu estava no Commom Room enchendo garrafas de agua quente para a limpeza das loucas do Buffet, quando a manager chegou e disse: "Go and light up the fuels". Eu peguei um isqueiro com uma irlandesa e comecei a acender o gel-combustivel que fica embaixo das loucas de buffet (onde coloca-se o prato quente, em banho maria). A Pri estava fazendo a mesma coisa no salao ao lado e quando ela terminou ela foi na mesa da minha sala pra acender o restante.
Quando ela pegou no primeiro fuel aceso (e, obviamente, quente pra caralho) ela deu um gritinho e jogou no chao, evitando queimaduras na mao. So' que quando aquela latinha de fuel quicou no chao de lado, todo o gas liquido que estava dentro se espalhou pelo carpete! E comecou a queimar muito rapidamente!!! Eu estava do ladinho, e gotas de fuel espirraram na minha orelha e roupa, mas nao queimou. Pra apagar o fogo eu comecei a pisar no carpete em chamas e virei a latinha de combustivel e tentei pensar rapido. Numa fracao de segundos, lembrei das aulas do colegio e do principio basico de que o fogo precisa de oxigenio para queimar. Entao, virei a lata e tampei com meu sapato. Quando eu achei que tinha apagado, chegou outro brasileiro e gritou: "-Tira o pe', cara!! Ta' queimando seu pe'!". Eu olhei pro meu sapato e vi as chamas subindo pelas laterais..nao sei como..aquela porra de lata de gel nao para de queimar! Bom, ai' eu vi que o negocio tava ficando preto e quando olhei em volta percebi que tudo era muito propicio prum grande incendio. O carpete royal peludo, a mesa coberta com uma toalha preta imensa, as grandes cortinas, tudo numa conexao inflamavel sem fim. Ai' gritei: "- Help me!! It`s gas and it`s burning!!!". Lembrando dessa cena agora eu dou risada, mas foi realmente assustador na hora. Rapidamente chegou uma galera com varios panos e conseguimos conter o fogo antes mesmo de usar o extintor, que ja estava na mao do porteiro. Bom, o susto passou, a Pri preencheu um relatorio de acidentes, mas nao aconteceu nada. O melhor foi que ela nao se machucou, imagina se aquela lata vira em cima da perna dela? Puta que pariu, melhor nem pensar nisso.


Ah, fizemos mudancas no quarto tambem. Reorganizamos os moveis e ficou duma forma que o quarto faz meio que uma divisao atraves do sofa preto entre a cama de casal minha e da Pri e a cama de solteiro do Vini. O frigobar agora fica do lado do sofa', criando uma mobilidade perfeita para assistir os jogos da Champions League e pegar uma Guiness na geladeira sem tirar o olho do jogo. Falando nisso, anteontem foi frustrante torcer pra Roma contra o Manchester United. Alguem viu esse jogo? Que lixo. Roma sem o Totti fica dificil.


Nos finais de semana nos saimos com o Rodolfo e a turminha (Marilia, Edvaldo e Priscila) ou vamos pra casa do Carlos e da Eva. Domingo agora fomos numa feira muito massa em Clapham Junction. Uma parada muito alterna mesmo, o pessoal fecha uma escola de Domingo e colocam os carros todos com o porta-malas aberto, vendendo as coisas. Tem de tudo, tudo mesmo. O Carlos comprou diversas calcas jeans, bermudas e uns quatro DVDs enquanto a Eva comprou muitos objetos de decoracao. Eu, a Pri e o Vini so' tinhamos os £ 0.30 pra pagar a entrada (humildade mesmo) e mesmo assim eu consegui comprar algo, acreditam? Eu tinha £ 0.20 e consegui comprar o livro Trainspotting, do Irvine Welsh. Estou lendo..foda. Acho que to manjando mais de lingua de rua escocesa do que de gramatica inglesa, ya know what ah mean, fuckin cunt?


Preciso ir. O pao com o ovo na mochila deve estar ficando velho. Escrevi muito hoje. Ah! Estamos indo pra casa do Carlos, pois eu tenho um segundo emprego agora. Professor de guitarra. Oe! Estou dando aula com o meu violao Fender que nem e' meu (emprestimo do italiano do quarto de cima). Massa, ne'? E' bom pra nao perder a pratica.


Ah, e acho que sexta vamos baixar la' na casa do Marcin, polones "gangsta shit" que trabalha la' no Zoo. O cara e' um figura, e' cheio de falar no estilo gangsta. Whatup dog? Se rolar a festa, eu conto os detalhes.


Ultima noticia! A viagem pra Estocolmo foi cancelada. Falta de recursos (£, sim os malditos pounds). See you! Saudades de todos.

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação