CONEXÃO

Sábado fui convidado pelo Antonio Silvano Jr., 32, que mora aqui em Matinhos, a fazer uma participação no seu programa de rádio Conexão, aqui na rádio comunitária 87,5 mhz. O programa é o único de rock/pop e tem uma proposta: apresentar os lançamentos no mundo todo, de forma a tecer as 'conexões' do mundo da música.

Achei muito bacana o convite. Mas antes passei no Bruninho e joguei um truco e tomei umas latas. Perdi nas quatro vezes que joguei, mas valeu. Só deu pra avisar o pessoal da casa sobre o programa (Vane, Renan, Bruno, Betão, Inês e Amanda).

Quinze pras oito chegamos lá na rádio. Uma casinha de madeira com uma antena grande. Bem simples e aconchegante. O programa "Black Music" estava no fim, rolando 50 Cent ou alguma merda do tipo.

As oito o programa começou e fui recebido na maior empolgação. "Estou aqui com meu amigo músico e guitarrista da banda maringaense Frank The Tank, que é especialista em rock e vai trazer um pouco dos novos lançamentos pra galera de Matinhos" e blablabla. Dei aquela de mala, né: "É isso aí galera, muito boa noite aos ouvintes da rádio Ativa FM 87,5. Será um prazer mostrar as novidades do mundo do rock para todos".

Bom, o papo introdutório rolou e já começamos com uma sequência do Red Hot. Charlie e Hump the Bump. Duas músicas muito animadas e fodas, no estilão funkeado Blood Sugar que eu aprecio demais. As duas músicas já deram uma animada geral no programa, e apesar do Stadium Arcadium ter sido lançado em 2006 valeu a intenção de colocar os dois últimos singles da banda, lançados no meio e no finalzinho do ano passado.

Depois coloquei a última música de trabalho do Arctic Monkeys, Teddy Picker. Música muito massinha mesmo, uma das que eu mais curtia de tocar no Arctic Donkeys lá em Maringá (ah, saudades da banda!). O Antonio não conhecia nem Charlie, nem Teddy Picker e ficou empolgado pacas com o som.

Na sequência foi minha vez de conhecer bandas novas. Primeirou rolou uma duma banda de Nashville, Kane. Não lembro a música, mas era bem Southern. Achei que tinha uma pitada muito pop, mas essa é a linha que o Antonio ouve mesmo. Depois ele colocou uma que acredito não ser lançamento: Bohemian Like You, da banda The Dandy Warhols, de Oregon (foi num show deles aí Michel?!!). Nunca tinha ouvido essa banda, apesar de ter lido esse nome várias vezes. Bacana! Curti! Enquanto isso o telefone tocava sem parar e no MSN choviam pedidos: "toca exaltasamba", "toca soweto", "toca tropa de elite". E o Antonio mostrava o dedo do meio pro computador, dizendo: vão te catar, povo inútil! HAHAHA. E o som nas alturas dentro do estúdio.

Já era minha hora de colocar algo na playlist, então separei Pick me Up, do último álbum Dog Problems da banda americana The Format. Essa música tem uma levada mais pop, por isso a escolhi. Na verdade eu queria mesmo era colocar "Dog Problems", mas não tive coragem. Seria arriscar demais pelo tom melódico e pelos metais e piano, que deixam a música exótica. Falei um pouco sobre a banda e ofereci a música para o Renan e o Bruninho, fãs mesmo de The Format (sabem todas as letras esses rapazes). O programa estava num ritmo bom.

Depois o programa entrou num ritmo bem mais pop. O Antonio colocou a última da Natalie Imbruglia. Ao vivo, confessei: só conheço a música Torn, de 2000 e alguma coisa. A música rolou, mas sem grandes surpresas. Era minha vez de colocar algo pra galera, e então começamos a conversar sobre Amy Winehouse. Falamos sobre os tablóides ingleses, as pancadarias com o namorado, as internações e rolou You Know I'm No Good. Música já famosa, álbum consagrado.

A noite realmente era das inglesas. Depois de Imbruglia e Winehouse foi a vez de eu conhecer o som duma Londrina muito bacana, Kate Nash. Guria de 20 anos, já é um grandes nomes da música européia. O som que rolou foi Pumpkin Soup. Ouçam lá no MySpace!

O programa já estava na metade. Audiência bombando. Detalhe: a Ativa FM é a única rádio de Matinhos/Caiobá. Era hora de colocar algo conhecido, então o Antonio colocou a versão remix de Boa Sorte/Good Luck. Uma graça de música mesmo, difícil alguém não gostar. Como a reação foi bem positiva dos ouvintes, na sequência foi colocada aquela música que fez sucesso em 2006 ("se você quiser eu to dou um amor daqueles de cinemaaa" - esqueci o nome da música).

Depois dessa sessão totalmente feminina, voltamos com os rocks. Primeiro rolou uma banda sueca, que também não lembro o nome. Bacaninha. Depois rolou outra indicação minha, e preferi não arriscar muito e colocar uma do Arctic que curto muito, Old Yellow Bricks, que tem uma levada bem Franz Ferdinand.

O tempo voava na rádio e perdi a oportunidade de colocar outros sons de Nashville, Tennesse que valem a pena divulgar, como Kings of Leon (havia separado My Party pra rodar no playlist) e Old Crow Medicine Show. Deu pra rodar um pouco de OCMS, Tear it Down e batemos um papo ao vivo sobre Jack Daniels. Engraçado como essa cidade de Nashville está um verdadeiro ninhos de bandas boas. Será o efeito Jack Daniels + guitarra velha + garagem? Provavelmente.

Já estavamos nos últimos 20 minutos do programa, e como praxe, o Antonio rodou uma seleção dance, com novidades da Europa e USA. Pra aquecer os baladeiros de sábado a noite. Pra meu desgosto de rockeiro, ouvi nas alturas aquele bate-estaca cantado. Mas valeu. Foi muito fera a experiência e até aqueceu idéias futuras para a cidade-canção!

No final, agradecimentos e inflamação de ego. Antonio falou pros ouvintes que eu seria o correspondente da Ativa lá em Londres. Hahaha. Quem ouviu o programa e me ouviu falar sobre o show dos Rolling Stones e ter cruzado com a Vanessa da Matta no Royalty Hotel, sobre a banda em Maringá e sobre Londres deve estar pensando agora que sou algum especialista em música, ou alguém importante no meio musical brasileiro. Doce ilusão!

Agradeci a galera da UFPR Litoral e um abraço pra Vane, que estava ouvindo e não tinha recebido um abraço. Não mandei beijo pra Babi e pra Tonis, pois infelizmente não tinha como avisar vocês que a transmissão tava rolando ao vivo na internet. Mas eu me redimo e ofereço os beijos agora. Beijos Babi. BEIJOS TONIS!

Juízo galera.

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação