Sobre August Landmesser


A foto acima é fantástica. Ela tem circulado nas redes sociais com uma mensagem intitulada "A coragem de dizer não", ressaltando o momento histórico daquela fotografia: a plena ascensão do regime nazista na Alemanha de 1938. Como se repara na imagem, apenas um homem se recusa a fazer a saudação nazi. Este homem é August Landmesser, um antigo membro do Partido que trabalhava em instalações navais em Hamburgo (cf. Wolfgang Benz, A Concise History of the Third Reich, 2006, p. 122).

O protesto de Landmesser, entretanto, teve um caráter pessoal. Ele apaixonou-se por uma judia, povo perseguido pelo regime nazista. Após casar-se com Irma Eckler, foi expulso do Partido e condenado por "desonrar a raça ariana" de acordo com a Nürnberger Gesetze. Os filhos foram separados e Eckler foi detida pela Gestapo. Após o início da guerra, em 1941, August Landmesser foi enviado para a guerra, de onde não retornou. A história tornou-se famosa em 1998, quando Irene Eckler publicou um livro sobre o caso

Inesperadamente, como todo fenômeno da internet, a foto voltou a circular nas redes sociais em 2011. De qualquer forma, é uma imagem marcante que abre espaço para múltiplas reflexões.

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação