O efeito dominó no mundo árabe

Toda repressão tem um limite. A questão é saber como e quando o oprimido se voltará contra o opressor.

Sami Al Buhairi, analista política tunisiano, declarou à BBC Brasil que "os árabes vêm sendo reprimidos há muito tempo e estão ansiosos por mudanças". O levante da população na Tunísia - o qual comentei ser um marco no mundo árabe moderno - é a faísca que faltava para a chama de uma intifada em toda região do norte da África.

Nos próximos meses, veremos mais protestos, violência e morte em países árabes, tal como está acontecendo agora no Egito.



2011 será o turning point para um novo momento político nessa região?

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação