Depois de semana de espera

Finalmente com internet em casa! Aleluia! Chega de escrever textos do escritório de advocacia, do computador da Yes, dos computadores da Cultura Inglesa...

Até que enfim estou conectado em qualquer canto de casa. Isso é muito bom, porque sempre dá vontade de escrever alguma coisa depois de achar um velho livro no armário, ou depois de se ver um filme, reencontrar alguém, ou num momento qualquer...em casa.

Esse é um texto sobre o nada. Ou no máximo, sobre a conexão doméstica.

Meu deus, quanto mais próximo de meia-noite, mais idiota eu fico.

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação