BUDAPESTE

ZSIA! (olá em magyar)


Feliz Ano Novo!


2009 comecou extremamente interessante. Estou em Budapest, uma das cidades mais enigmáticas do mundo, e esse ano comecou num frio de -8 graus, nevando o dia inteiro.

Infelizmente eu tenho pouco tempo, pois já tenho que sair daqui a pouco pra Vienna na Áustria (estou escrevendo diretamente do salão onde se toma café aqui no Hotel Timon, sul de Peste), mas eu gostaria de dizer que esse 2008 foi um ano muito proveitoso e 2009 promete ser um ano tão excitante como foi esse ano na Europa.

Espero que todos que de alguma forma estão ligados à mim tenham passado uma boa virada de ano! Pois eu tive uma virada excelente com o meu amor, meu cunhado e o trio (Ro, Má e Gá). Estou aqui nessa fria cidade, mas daqui 8 dias estarei no calor tropical Brasileiro!

Vou ficar devendo uma descricão detalhada (como fiz de Frankfurt e Berlin no primeiro dia) de Praga e Budapeste, mas deixa eu só dizer que essas duas cidades são os locais mais lindos e diferentes que já pus meus pés nessa vida.

E são tantas conexões..em Praga toda hora eu lembrava de Kafka e Milan Kundera, tentava lembrar como eu imaginava as descricões de Praga..agora aqui em Budapeste eu tento imaginar como eu visualizei essa cidade quando li Budapeste, do Chico Buarque. Mas só estando aqui que você captura a essência.

Forte abraco! Prometo que escrevo da Itália!

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação