Limonada de Ricota

No meio da batalha de conseguir um reprodutor de Long Play (uma porra dum aparelho que toque disco em vinil!!) resolvi dar um tempo e baixar os vinis que tenho aqui em casa na net, em MP3 mesmo, já que tá difícil conseguir um.

Comecei a relembrar os discos e os que mais estava com saudade de ouvir, desde criança. Não foi difícil escolher. HAHAHA. Você vai me entender. Assim que eu bati o olho na capa, corri pro Orkut, na comunidade Discografias pra tentar achar o link! Eis a capa:



Não repara na foto, tirei com o disco no Sofá mesmo, pois a única imagem que acho na internet não é da mesma capa.

O disco é o Crescendo de 1989. CLASSIQUEIRA. Cara, que saudades que eu tava de ouvir esse disco! Assim que eu baixei o álbum pelo RapidShare eu quase chorei de tanto dar risada.

É zoação o disco inteiro. Sem dúvidas, o Ultraje a Rigor foi uma das bandas mais ácidas do rock nacional. Irreverência ao extremo. A primeira música, crescendo, já mostra o que é o disco. "Que que taês docentecon-a? / Ue touês doscencre, doscencre!". É bizarro! A melodia é um punk tosco, em que a banda inteira sobe de meio-tom em meio-tom, numa escala escrota e sem harmonia. Dó, dó-sustenido, ré, ré-sustenido, mi, mi-sustenido , fá, fá sustenido, sol, sol sustenido, lá, lá sustenido, si, dó..(e assim vai). É como se você pegasse o braço da guitarra, fizesse um acorde e fosse subindo, subindo, subindo, crescendo, crescendo. E qual a finalidade? (?!) Não sei.

Depois vem filha da puta, hino conhecido. Refrão, mais ainda. "Filha da puta! É tudo filha da puta!". A terceira música é volta comigo. A música é um chaveco barato num antigo amor do Roger, porém já casada. A música é fraca. Melhor mesmo é a capa do disco explicando quem participa da música: THE SON OF A BITCH BOYS: Côro. A quarta música é laços de família, canção pobre na minha opinião. A letra é melhor! "Toda família é uma orquestra desafinada". Na seqüência vem secretários eletrônicos. De tão tosca é muito foda! AHAHAHAHA! Muito anos 80. E a descrição da música na capa também comanda. LEÔSPA: Ubatuba; MAURÍCIO: Estados Unidos; SERGINHO: Nada; ROGER: Tudo. Leôspa é o batera, Maurício é o baixista, Serginho guitarra e o Roger, Ah! O Roger todo mundo conhece.

O álbum continua com maquininha, música bizarra e sem sentido. E logo em seguida, minha predileta! A sétima música, ricota. Puta merda, é um rock n roll meio surf muito da hora. E lembra muito minha infância! O instrumental é muito bom. Bem Ultraje quando faz a coisa certa. E a música foi composta pelo Edgard Scandurra. A letra não vou nem escrever. É a melhor. Procure você mesmo, hahahaha.

A oitava música é a constituinte. É o "atirei o pau no gato". Porque se chama a constituinte? Eu não sei! Deve ser alguma zoação com a constituição de 1988. Depois vem crescendo ii - a missão. É um reaggezinho sinistro com uma bateria eletrônica desprezível. Mais vale o refraozinho em falsete, e a letra de Roger. Sarcástica pra cacete. "Todo jovem quer mudar o mundo /Vai fundo e se acha tão profundo /E num segundo cresce e envelhece /E se esquece...". A décima é ice bucket. Pra mim, segunda melhor música em instrumental. Quanto a letra? "- Esta música chama-se Ice Bucket. / - Por quê? / - Porque... sim. / - Hi, hi, hi... /- Hi, hi...".


Quanta erva o Roger fumou pra escrever Ice Bucket? Eu não sei. Mas deve ter pelo menos umas 20g no porta-luvas desse fuscão amarelo.

O álbum segue com mais 3 composições fracas, coragem, os cães ladram e a caravana passa e querida mamãe, até chegar na última música do álbum, o chiclete. Essa sim é clássica! "O chiclete que você mastiga não é igual ao meu / O chiclete que você mastiga não é igual ao meu / O chiclete que você mastiga não é igual ao meu / O chiclete que você mastiga não é igual ao meu / O meu chiclete faz ploc / O seu chiclete faz bum / O meu chiclete faz ploc / O seu chiclete faz bum / Bum bum bundão / Bum bum bundão /Bum bum bundão / Bum bum bundão!". E assim encerra-se o Crescendo. Foi um álbum que não estourou tanto como Nós Vamos Invadir a Sua Praia (1985) e Sexo (1987). Acho que era naquela fase da banda que os caras estão com uma certa grana e resolvem gastar tudo em álcool e droga, daí faz um álbum chapado desses. Só pode. HAHAHA

O link tá aqui. http://rapidshare.com/files/1482657/1989_-_Crescendo.rar.html

Por mim, valeu a pena. Mais pela nostaugia. Abraços!

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação