Paraíso do Norte: a cidade do rock

Uma vez saiu o boato de que Maringá era conhecida como a "Seattle brasileira" em razão do número de bandas de rock que estavam surgindo na cidade nos últimos três anos. Quanta bobagem. Maringá é a cidade do sertanejo universitário, um fenômeno brasileiro interiorano sem precedentes, e está longe de ser uma cidade do rock.

Por outro lado, Paraíso do Norte - uma cidade de apenas 12.000 habitantes a menos de 100km a Oeste de Maringá - tem se destacado como a verdadeira cidade do rock do noroeste do Paraná em razão do festival independente Paraíso do Rock, o maior festival de bandas independentes da região.

Sim. Paraíso do Norte é o sonho de qualquer roqueiro. Digo isso pois o prefeito da cidade, Carlos Alberto Vizzoto (PT-2009/2012), é do rock. Ele é o idealizador do projeto, que é realizado com o apoio da Prefeitura do Município de Paraíso do Norte.

"Um prefeito rock n' roll fã de Wander Wildner! "

Parece algo muito distante, mas não é. "Paraíso" do Norte não tem esse nome atoa. A cidade tem um ar descontraído do rock n' roll.

Ano passado, na edição que teve Wander Wilder, Nevilton e outros bons nomes da música independente, eu liguei para meu colega de curso Gilmar, que é sobrinho do prefeito Beto Vizzoto. Ele estava na casa do tio, num churrasco com todos os músicos que iriam tocar no festival. Lembro bem de suas palavras: "Chega aí, Zanatta! Tamo tomando um vinho com o Wander Wilder num churrasquinho!". Sensacional!

Paraíso do Norte, que eu saiba, é a única cidade que faz a tão sonhada parceria "poder público + música independente" através de um Festival promovido pela própria Prefeitura.

E Maringá ainda tem a cara de pau de se gabar como a Cidade Canção.

Pode até ser que tenhamos esse título. Mas de que valem tantas canções se a cidade não ajuda os músicos a promoverem seus trabalhos?

Pois bem. Paraíso do Norte está muito a frente de Maringá nesse aspecto.

Hoje, dia 09 de Julho, tem início a 3ª edição do Paraíso do Rock. E Maringá está presente com duas excelentes bandas que sempre comento aqui no blog: A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia e Os Bandidos Molhados.

Além das bandas maringaenses, a noite de hoje conta com as bandas gaúchas Superguidis e Dinartes. Amanhã, o Festival recebe as bandas Charme Chulo (de Curitiba), e Trilöbit (de Londrina). Além das duas paranaenses, o pessoal curte o show de Lenzi Brothers (SC) e Identidade (RS).

E não é só. Beto Vizzoto teve a moral de trazer uma banda argentina para fechar o Paraíso do Rock. Trata-se da banda Los Cocineros.

Pois é! Muita coisa boa!

Infelizmente, estou em Curitiba e não poderei ir. Mas pra quem é do noroeste do Estado do Paraná, está aí um festival imperdível, promovido genuinamente por pessoas que gostam do que estão fazendo.

Me despeço com um clipe do Charme Chulo, os rapazes caipiras de Curitiba que tocam amanhã em Paraíso do Norte.


Bom festival!

Um comentário:

Ivan disse...

Legal, cara! Uma pena não poder aparecer por aqui... o paraíso do rock agradece! :D

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação