Julian Assange e a guerra contra a ignorância

Após as inacreditáveis perseguições políticas articuladas pelo governo estadunidense durante todo o ano passado, Julian Assange voltou a conceder uma entrevista, desta vez ao veículo de comunicação inglês RT. Nela, ele alerta: as revelações do Wikileaks - como a de que dezenas de presos de Guantánamo são inocentes - são apenas a ponta do iceberg.


Num trecho interessante da entrevista sobre a manipulação de redes sociais, Assange levanta uma hipótese já discutida aqui no blog há alguns meses, a de que o Facebook não é atualmente controlado pelos serviços de inteligência dos Estados Unidos, mas todo o database está potencialmente sujeito a ser liberado a esses serviços, seja por pressão política ou inovação legislativa que tenha esse objetivo: "Facebook in particular is the most appalling spying machine that has ever been invented. Here we have the world’s most comprehensive database about people, their relationships, their names, their addresses, their locations and the communications with each other, their relatives, all sitting within the United States, all accessible to US intelligence. Facebook, Google, Yahoo – all these major US organizations have built-in interfaces for US intelligence. It’s not a matter of serving a subpoena. They have an interface that they have developed for US intelligence to use. Now, is it the case that Facebook is actually run by US intelligence? No, it’s not like that. It’s simply that US intelligence is able to bring to bear legal and political pressure on them. And it’s costly for them to hand out records one by one, so they have automated the process. Everyone should understand that when they add their friends to Facebook, they are doing free work for United States intelligence agencies in building this database for them".

Ao ser perguntado pela repórter sobre quem é seu inimigo número, Julian dispara que é a ignorância e a bad media. Eis a resposta, em compreensível português: "Nosso inimigo número 1 é a ignorância. E eu acredito que é o inimigo n º 1 para todos - é não entender o que está de fato acontecendo no mundo. É só quando você começa a entender que você pode tomar decisões eficazes e elaborar planos efetivos. Agora, a pergunta é, quem está promovendo a ignorância? Bem, as organizações que tentam manter as coisas secretas, e as organizações que distorcem a informação verdadeira para torná-la falsa ou simples falsa representação. Nesta última categoria, trata-se da bad media. Minha opinião sincera é que a mídia em geral é tão ruim que temos que questionar se o mundo não seria melhor sem eles por completo. Eles são tão distorsivos em como o mundo realmente é que o resultado é ... vemos guerras e vemos governos corruptos continuar no poder".

Ele pode ter razão.

Um comentário:

Leandro Santos disse...

eu concordo, em partes, com a opinião dele, pra mim, a mídia manipula as informações para promover a ignorância. Mas há como se promover por meio da mídia o conhecimento da verdade, um exemplo, é o próprio Wikileaks. Discordo a respeito de ficar sem a mídia em geral, pois ainda existe algumas que se salvam, embora sejam poucas. E também porque o que deve ser buscado é melhorar situação, e acabar com a mídia acredito que pioraria.

Abçs

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação