Mallu mulher

Em 2008, em Londres, não parava de ouvir falar de Mallu Magalhães. Sempre que acessava a internet de lá lia comentários bons e ruins sobre um tal cantora de 15 anos que estava tomando a cena independente de assalto.

Quando voltei, ouvi e achei engraçadinho. Nada além disso, apesar de ter visto bons covers (como o de Cash).

Mas o fato é que Mallu Magalhães cresceu - e como diz meu velho pai: o tempo passa e a única certeza é a mudança.

E é bom que o tempo passe.


Não tenho dúvidas que o namoro com Marcelo Camelo tenha ajudado no amadurecimento precoce da jovem paulistana, hoje com quase 19 anos. A convivência com pessoas mais velhas (músicos, amigos, etc) trouxe mudanças nítidas até mesmo na sua sonoridade. Ouça aí essa música bacana (Nem Fé, Nem Santo):



Pra quem não gostava de Mallu, é de "morder um pouquinho a língua", não?

É bacana ver a nova geração bebendo na fonte (Dylan, Mutantes) e compondo coisas boas. Que venham mais Mallus!

Um comentário:

Vanessa disse...

:]
Que bom que gostou! Achei bonitinha também.
Eu confesso que só ouvi essa música, e que sempre julguei a Mallu pelo que ouvi por aí e vi na TV, sem nem me dar ao trabalho de procurar por algum álbum, enfim.
(E ela tá muito fofa com esse cabelinho! :P)

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação