Fica o não dito por dito: Gullar e a lista literária de Gaioto

O que se foi se foi.
Se algo ainda perdura
é só a amarga marca
na paisagem escura.
F. Gullar

Tenho pra mim que 2010 não foi um ano muito bom pra música. Todavia, o mesmo não pode ser dito com relação à literatura. Pelo menos, essa é também a opinião de Alexandre Gaioto, escritor da nova geração maringaense. Ele publicou hoje uma lista dos melhores livros do ano, na qual comenta os melhores lançamentos nacionais e estrangeiros.

Para Gaioto, “quem aprecia a boa literatura não tem do que reclamar neste 2010. A produção literária foi extremamente bem produzida nos gêneros conto, romance e poesia. No panorama nacional, os livros mais esperados foram 'Um Erro Emocional', do curitibano Cristovão Tezza, e 'Em Alguma Parte Alguma', do poeta maranhense Ferreira Gullar".

Na lista de Alexandre, o primeiro lugar fica com o "maior poeta vivo brasileiro", o escritor Ferreira Gullar, que rompeu um silêncio poético de onze anos com o lançamento do livro Em Alguma Parte Alguma.


A seleção ainda inclui, além do já citado Cristovão Tezza - com quem tivemos o prazer de conhecer e compartilhar uns copos de cerveja após um evento literário, ano passado, em Maringá -, nomes como Dalton Trevisan, João Ulbaldo Ribeiro e Philip Roth.

Leia a lista aqui. E boas leituras.

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação