A price must be paid

"Felix appeared circumspect and said that Brazilians must face the fact that "a price must be paid" to attain a global leadership role. Brazil must be willing to modernize and deploy its forces for international operations and confront the prospect "of body bags returning to Brazil." Felix said that he, both personally and as a military man, believed the time had come for Brazil to pay the price and assume a leadership position in world affairs. He opined that closer cooperation with NATO would be received positively as an issue for discussion with Brazil's military leaders, many of whom share Felix's view".



O trecho acima faz parte de mais um cable publicado ontem pelo Wikileaks. No telegrama, redigido pelo ex-embaixador americano Clifford Sobel, constata-se a declaração do atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Jorge Armando Félix, de que o Brasil "tem que pagar um preço" se quer se tornar uma liderança mundial.

A conversa ocorreu em janeiro de 2007. Na ocasião, Félix afirma que o Brasil tem que se acostumar com "sacos de corpos voltando da guerra" caso o Brasil assuma a condição de potência global. Leia a matéria completa de Natalia Viana, colaboradora do Wikileaks.

Afinal, é esse padrão de desenvolvimento e liderança que buscamos?

Um comentário:

Marcia disse...

Uau....com a lupa da Wikileaks se ve todo o sangue que esse tipo de politica provoca. Vamos ver o simulacro criado para mostrar o desenrolar dessa história. O négócio é feio e pode ser bem pior do que a gente imagina. Alias....eu nem imagino, um olhar mais próximo e atento já dá algumas pistas. Continue postando... e como disse o Lula é preciso manifestar.

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação