London Zoo on TV: relembrando alguns fatos

Com a crise econômica na Inglaterra, diversos serviços públicos estão recebendo cortes drásticos orçamentários. Para o Conversative Party, a ordem do dia é redução do serviço estatal, decretando o fim do Welfare State.

Dentro os inúmeros setores afetados está o London Zoo (o zoológico de Londres situado no Regent's Park), que recebe dinheiro do governo britânico, além dos valores arrecadados com os bilhetes de entrada e geridos pela Sociedade Zoológica de Londres (ZSL) - fundada por Stamford Raffles em 1826 (Charles Darwin tornou-se membro onze anos depois).

Pessoalmente, tenho o London Zoo como um local muito especial, cheio de lembranças, pois foi lá que trabalhei durante todo o ano de 2008 e fiz grandes amigos.

"Os amigos Lucie (Rep. Tcheca), Swavek (Polônia) e Natália (Polônia)"

Apesar de trabalhar como barman/assistent no Departamento de Eventos, que ficava num grande salão, caminhava todos os dias pelas diversas áreas do Zoo, observando os animais e conversando com os keepers (os responsáveis pelo trato das raras espécies ali presentes). Experimentei muitos momentos felizes, de inúmeras festas e jogos de futebol com os funcionários, e também momentos tristes, como a inesperada morte do gorila Bobby, um dos personagens principais do zoológico londrino.

"Brincando de keeper durante visita de minha mãe a Londres, no verão de 2008"

Em meio à recessão econômica, os diretores do Zoo encontraram uma saída para estimular os britânicos a irem mais ao zoológico e evitar o fechamento do local por insuficiência orçamentária: um programa de televisão que mostre as belezas e peculiaridades do local, que anda esquecido pelos londrinos. O programa estreou hoje no canal aberto iTV.

Infelizmente, o programa ainda não está disponível no site do canal de televisão, mas é possível ver algumas gravações behind the scene com os keepers do zoológico.

Neste vídeo, o competente Daniel Simmonds (um dos funcionários mais bacanas que conheci no zoológico) fala um pouco sobre a dinâmica social dos gorilas e o quão interessante é analisar o seu comportamento. Ele também cita a ausência de Bobby, o gorila macho que comandava o grupo. Na época, Dan ficou muito abalado com a morte do gorila e eu fui até o Gorilla Kingdom dizer a ele: "I'm sorry, mate".



Espero que o London Zoo continue aberto e funcionando. É inadmissível que um local histórico como esse corra o risco de ser fechado em razão de uma crise econômica gerada por bancos e investidores do mercado financeiro.

Também é inadmissível que o governo conservador reduza fundos e tente fazer com que a massa trabalhadora inglesa gaste seu suado dinheiro indo ao zoológico aos domingos. Não cabe à sociedade civil salvar o zoológico. Este é um bem público que deve ser zelado pelo governo.

Infelizmente, me parece que David Cameron e sua trupe querem jogar a peteca para o povo inglês.


Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação