Nanan & O Tanque

Hoje é mais um dia de gravações do álbum independente de estreia do Nanan & O Tanque, que está sendo produzido pela própria banda em conjunto com o Dudu Sampaio e o Emanuel, no recém-montado estúdio do Dudu (arranjador, produtor e músico do grupo Disritmia). Um local muito bacana e bem profissional.

A bateria já foi finalizada. Das 10 músicas do disco, oito têm arranjo instrumental com banda e duas músicas são voz e violão (Canção da Infância e Passarinho do Peito Amarelo).

Hoje é o dia do contra-baixo. Marcos Shiozaki terá que acertar todas as notas no tempo certo do metrônomo, dando todo o peso da cozinha da banda. Noutro dia será gravado a voz, o violão definitivo (pois já temos uma gravação "guia" de voz e violão), depois as guitarras, percussão, gaita e metais.

Diferentemente das gravações do EP do Frank The Tank, as sessões do Nanan são muito mais penosas. Instrumento por instrumento, com o rigor técnico do Dudu, que não deixa escapar uma nota fora do tempo. O estilo do som, mais limpo e mais complexo, também difere muito da simplicidade das guitarras distorcidas do country rock do FTT.

Os bastidores das gravações estão sendo registrados. E aqui você acompanha esse processo bacana de gravação e concretização do trabalho de quase um ano do Nanan e da banda O Tanque.




É isso aí! Viva o rock autoral paranaense!

Um comentário:

Michel Roberto disse...

irado!
mas esse pi pi pi pí é mto chato!

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação