Cidade-CANÇÃO


Eu sei que por muitas vezes acabo repetindo as informações já lançadas pelos amigos e colegas em outros blogs (vide os blogs na seção "Check it out" ali do lado direito), mas não posso deixar de comentar sobre o vídeo do Rockingá, que está dando boa repercussão na mídia em geral (não falo só da mídia especializada).

E cara, pra quem saiu da cidade em 2007 e retornou em 2009, como no meu caso, preciso dizer que Maringá mudou de forma significativa no quesito rock e produção independente. De fato, as bandas estão sim mais unidas e existe uma cena de rock autoral na cidade.

De forma muito otimista estamos nos preparando pra gravar o som do Nanan (& O Tanque), que, apesar de morar em Caiobá atualmente, é com certeza um "artista" maringaense. Dois dias atrás fui conferir um estúdio com o Rocha e ficamos animados em gravar com o Dudu, num estúdio bem caseiro no meio duma chácara. Coisa bem rural - Maringá total!


Enfim, pra quem vive a música (não como profissão necessariamente, mas como algo essencial à vida) é satisfatório ver a repercussão da música autoral em Maringá em blogs, jornais, tv e no twitter.


Quanto mais pessoas se envolverem nesse meio é melhor. Não pode haver egoísmo na promoção e produção do rock autoral, apesar deste estilo musical ser inevitavelmente elitista, por diversos fatores. Vamos lá, você tem que admitir. Não só o rock, mas qualquer tipo de arte de alguma forma é elitista.


Enfim, meus sinceros parabéns aos produtores, bandas, jornalistas, donos de bar, blogueiros e, principalmente, aqueles dispostos a ouvir as bandas locais e apreciá-las.


Será que estamos de fato caminhando para a construção de uma cidade-canção ou essa empolgação é efêmera?

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação