Angústia

Estou me sentindo meio estranho nos últimos dias. Eu não sei descrever o que é. É diferente da crise de mediocridade (e talvez existencial) influenciada por Ingenieros que tive que 2004. Também é diferente da náusea Sartriana que senti em muitos momentos em Londres, ano passado.

É um desânimo...

Pode ser meramente físico: falta de descanso, falta de ativididade física. 

Mas também pode ser um descontentamento geral comigo e com o mundo. Está tudo bem, de fato. Ou pelo menos deveria estar. Mas nos últimos dias, quando eu estou sozinho eu não consigo encontrar paz. Eu não tenho certezas, e desacredito dos que as tem. Para os outros eu sou sorridente, conversador, brincalhão - o homem de sempre. Mas tem algo que me pega de vez em quando e me deixa meio angustiado, sem saber explicar o que é, e o porquê.

É um tanto quanto Pessoa:
"Não: não quero nada.
Já disse que não quero nada.

Não me venham com conclusões!
A única conclusão é morrer."

Não que eu deseje a morte, mas não é a única conclusão? Ah, não me venham com conclusões.

Um comentário:

prisci disse...

"bora faze um boneco?"

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação