Sweet Sunday

Olá, rapaziada! Olá amigos, olá internautas que viajam pelo google! HAHA!

Fiquei surpreso ao ver que uma pessoa, Lívia é seu nome, entrou no blog através duma pesquisa sobre "bed bugs" no google. Viu só? Esse blog também manda bem no quesito: funcão social. Já ajudei, mesmo que seja com um relato tosco das dificuldades de matar esse bicho, uma colega em Londres a saber mais à respeito. E fui até elogiado pela espontaneidade da minha escrita. E eu parei pra pensar..e é bem verdade, se eu posso descrever minha escrita com uma palavra, seria: espontâneo! Pois é isso mesmo que eu penso quando estou aqui articulando meus dedos nesse teclado: tentar ser espontâneo como numa mesa de buteco. Só falta o copinho de cerveja.

Pois bem. Hoje foi um domingo legal! (Domingooooooooo LEGAAAL! - Gugu)

Era cinco horas da tarde e já tava chovendo e escuro. Pensei: pronto, mas que bosta..mais um dia desperdicado com ressaca. Daí veio a Pri e o Vini e falaram que o Rodolfo queria ir na exposicão BodyWorlds lá no THE 02 (Millenium Dome). Bateu aquele sentimento inértico, de querer ficar em casa e não fazer mais nada mesmo. Mas eles me convenceram (thanks God!) e nós saímos de casa.

Depois de ficarmos belos 25 minutos numa mesma linha do metro, a Jubilee Line, cruzamos Londres de noroeste à sudeste e chegamos em North Greenwich, onde você rapidamente encontra o Millenium Dome, hoje chamado de The O2. Um dos pontos turísticos de Londres, e de fato, um lugar incrível.
Encontramos a Marília e o Rodolfo e entramos na exposicão BodyWorlds. Durante quase duas horas vi, com uma leveza estranha no corpo ao ver tantos órgãos e músculos, como nós somos por dentro. Esse projeto, idealizado por um médico alemão, tem como objetivo mostrar de forma chocante como é o funcionamento do nosso corpo, desde quando éramos fetos até a velhice. E puta merda, o cara consegue chocar mesmo. Eu não sou muito chegado em ver veias, órgãos, coisa-e-tal, e foi meio bizarro ver todos aqueles corpos REAIS plastificados na minha frente, mostrando o cérebro, mostrando como é o funcionamento do músculo em atividades físicas, o pulmão de um fumante, o corpo dos velhinhos. Tudo muito visceral. Foi um impacto visual enorme..talvez até sonhe com isso.

Bom, depois disso tudo fomos comer. Afinal, ver tanto músculo assim dá fome. HAHA! (como eu sou infâme!)

Depois de um voltinha andando dentro do The 02, achamos o Frankie&Benny's, um "New York Italian Restaurant and Pizzeria". O casal (Rô e Má) que deu a idéía e nós topamos na hora. Na verdade, eu gamei no lugar na hora que eu bati os olhos.

OK. Tente imaginar aquele restaurante italiano em Nova Iorque onde Michael Corleone mete bala no Sollozo antes de partir pra Sicília no The Godfather. Agora, cruza com aquela pizzaria italiana no Brooklyn em Do The Right Thing. Dê um ar moderno e vívido. Foi mais ou menos isso que me veio à mente quando eu vi o Frank&Benny's. O lugar é todo decorado com centenas de fotos de ítalo-americanos que migraram pra NY na década de 20. Tem muitas fotos também dos "Golden Age" da década de 50, quando Sinatra e Dean Martin eram apenas garotões de voz firme e a máfia italiana atingiu certo poder em Nova Iorque, tirando alguns italianos da pindaíba que viviam.

Comi um calzone siciliano e tomei um pint de Stella. A Pri um spaghetti carbonara com uma taca de Pinot Grigio. De sobremesa, a Pri pediu o chamado The Godfather (brownie com baunilha e sorvete) e eu fiquei somente no café com licor. Tiozão, mas estaile!

Duro mesmo foi ficar acordado no metrô na volta. Comer bem relaxa muito.

Bom, amanhã mais um dia de folga. Tá na hora de devolver o livro do Truman Capote e pegar outra novidade. Hum! Falando no Capote, Music for Chameleons é muito bom. As short stories da primeira parte variam de qualidade, às vezes intrigantes, outrora meio bobas. O ápice vem na segunda parte, na não-ficcão Handcanved Coffins - que me deixou puto com a resolucão do caso (do serial killer sob suspeita). E a terceira parte é hilária, com conversationals portraits muito dinâmicos e bem escritos. Hello, Stranger particularmente me deixou curioso linha por linha..e o final, ah, eu não vou contar o final.

That's it. So far, so good.

See you! Como que estão as coisas no interior do Paraná? :)

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação