2008

Sim. O primeiro post de um ano novo. O blog entra em seu segundo ano! Que maravilha, não? Qual será a expectativa de vida de um blog? Não dá pra saber, né. Os blogs são apenas crianças do novo universo virtual.

Esse será um ano diferente. Muito diferente. Meu pai me perguntou: 'e aí filho, como que você tá se sentindo? Como que está a vida?'. E eu disse: 'Surreal, pai. Praticamente sem chão, esse ano será diferente de todo o ritmo cotidiano previsível que tive por toda minha vida'. Um ano em Londres, trabalhando, estudando, passando frio, mas com boa companhia. Com minha amada, Pri e meu querido cunhado Vinicius.

Hey Pri. Agora falta só um dia, hein? Não aguento mais de saudades. Foi cruel passar as festas de fim de ano e começo de um ano novo sem você. Sua voz no celular é linda, mas nada comparado a sua presença iluminada, espirituosa. Te amo!

O ano começou cheio de emoções e em clima de despedida. Muitas lágrimas de gente querida, próxima. Mas me mantenho forte, finjo ter um coração quase de pedra e finjo não ter medo da viagem que se aproxima (22 dias). Mas eu estou com medo. E é um medo bom, que movimenta, que gera expectativa, que dá coragem. E é um medo compartilhado. Ter você, Pri, do meu lado já é um alívio.

Meu recado pra 2008?

Parafraseando Eduardo Gorrinho: DISCIPLINA!

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação