don ramon valdez / seu madruga


Não é fácil interpretar DON RAMON VALDEZ, mas eu tentei na apresentação do Seminário de Processo Civil, que tinha como tema a Lei do Inquilinato.

Basicamente, a dramatização foi um diálogo curto e grosso entre o Sr. Barriga e Seu Madruga, sobre os aluguéis (os famosos 14 meses) em atraso. Só que desta vez não teve conversa, Sr. Barriga já informou que a briga irá para a Justiça. Finalmente (e infelizmente) o Sr. Barriga ingressou com uma Ação de Despejo, embasado nos arts. 59 e seguintes, e pelo art. 9°, III, da Lei. 8.245/91.
HAHAHAHAHAHAHAHA! Que palha que foi! Mas valeu! Deu uma renovada no trabalho.
Ficam aqui, algumas frases preciosíssimas do grande poeta Don Ramon, ou melhor, Seu Magruda.

"Com licencinha pro madruguinha ir tomar um cafézinho" - fugindo de encrenca

"Não existe trabalho ruim, o ruim é ter que trabalhar." - divagações sobre a labuta

"Não há luta pior do que aquela que se enfrenta" - sobre a vida

"Ganha aquele que não perde!" - dispensa comentários

"Eu, mesmo sem um centavo no bolso, sempre trago no rosto um sorriso franco e espontâneo. Ó, veja!" - lição de humildade

Nenhum comentário:

Mais lidos no mês

Mailing E-mancipação